Genialidade – O processo criativo, pt.1

Não existe genialidade, é tudo comportamento!
Não acredite em gênios, acredite em pessoas.

Muitas pessoas acreditam que ser um gênio é algo impossível, elas pensam que a genialidade vem do berço. Acreditam que alguns de nós foram predestinados ao sucesso desde os primórdios, por alguma força do destino ou do universo.

Não! Isso está completamente errado! Como no esporte, com muito treino, força de vontade e dedicação é super possível você tornar-se o próximo Steve Jobs! Tá rindo por quê? É sério! \o/

 O “Pré processo criativo”

Como tudo na vida, a genialidade é uma questão de várias técnicas bem treinadas e aplicadas dentro de um processo importantíssimo. Esse processo é conhecido como, anote aí, O processo criativo! Mas, antes de falar nele, neste post vou destacar tópicos importantes para que o processo criativo seja produtivo.

1- Método

São métodos que você aplica para gerar ideias. Pode ser o Design Thinking, Reframing, Brainstorming, Design Sprint, Mindstorming, e vários outros métodos. Caso você não os conheça, fique tranquilo. Vou preparar um post explicando cada um deles 🙂

 2- Treino

Como num esporte, antes de cada jogo um time sempre treina suas jogadas, no processo criativo você também deve sempre treinar seus métodos.

Quanto mais eu treino, mais sorte eu tenho.

– Arnold Palmer

3- Comportamento

Aqui eu não preciso falar muito, né?! Você tem que ter um mindset criativo. Disciplina, mindset, concentração, foco, dedicação. Ter um comportamento disciplinado e comprometido é fundamental!

4- Autoconhecimento

Faça uma analise swot de você mesmo. Mapeie seus pontos fortes e fracos, suas oportunidades e ameaças. Trabalhe em cima disso. Autoconhecimento é bem importante em qualquer área da vida.

5- Biohacking

Sem drogas amiguinhos! Aqui falamos em dormir melhor, consumir açúcar e gordura com inteligência e tomar muita água. O açúcar e carboidrato prejudicam a criatividade, enquanto que o consumo de gordura é positivo para o processo criativo. Carne, manteiga, etc. Gordura é reserva de combustível.

O consumo de café ajuda no processo. Lá no Vale do Silício há muito consumo de um café com alguns “aditivos” naturais, que potencializam a criatividade e a disposição das pessoas, é o BulletProof Coffee. Pra quem mora aqui em Curitiba, segundo fontes seguras, pode encontrar o Bulletproof na Verd&Co, perto do pátio batel.

Respiração também. É importante e super recomendo a meditação e o Yoga. Por mais simples que sejam, são técnicas úteis e que agregam muito. Faça o teste e depois me diga se deu certo! 😉

6- Eliminar as travas

As armadilhas do “vale da morte”, que nos travam em todas as áreas de nossas vidas, eliminaremos a partir de hoje!

 As minhas travas/armadilhas do vale da morte eram:

– Julgamento

– Medo de errar

– Perfeccionismo

– Procrastinação

– Crenças limitantes

– Falta de técnica

– Falta de liberdade

– “Faro” superestimado

Conclusão

Como você pode ver, atingir a genialidade é muito mais simples do que você imaginava, não é?!  Com todos esses tópicos bem treinados e aplicados, atingir a genialidade e tornar-se o próximo Elon Musk agora é uma questão de tempo apenas, hehe. No próximo post iremos falar do processo criativo propriamente dito. Lembre-se, a disciplina é a mãe do êxito!

Se tiver dúvidas, deixa seu comentário abaixo que terei o maior prazer em responder. Até a próxima! 🙂

Como uma sonda que já passou de Plutão consegue enviar fotos mais distantes já registradas da Terra?

A sonda New Horizons fez história ao enviar até nós as fotos tiradas mais longe da Terra: segundo a NASA, essas fotos (que podem ser vistas acima) foram tiradas a 6,12 bilhões de quilômetros do nosso planeta.

Sonda que passou por Plutão envia fotos mais distantes da Terra já registradas. –  (Fonte: http://olhardigital.uol.com.br/noticia/sonda-que-passou-por-plutao-envia-fotos-mais-distantes-da-terra-ja-registradas/74034)

Nasa divulga foto da Terra vista à distância recorde de 6 bilhões de quilômetros – Missão New Horizons quebrou recorde que já durava 27 anos; nave está no espaço desde 2006 e avança 1,1 milhão de quilômetros em um único dia. – (Fonte: http://ultimosegundo.ig.com.br/ciencia/2018-02-11/nasa.html)

Mas, como eles conseguem conexão com uma sonda tão distante? Será que eles estão criando uma espécie de estrada especial, lançando uma sonda atrás da outra pra interligar uma na outra? Sim e não.

A resposta é: Ondas de rádio!

A NASA possuí uma cadeia de satélites de comunicação que constituem uma ponte repetidora de sinal, um meio de não perder as transmissões e manter o delay, o atraso baixo. A velocidade das ondas eletromagnéticas são a mesma que a da luz no vácuo. Pra sabermos o tempo real de delay, é só nos basearmos no sol. A luz do sol leva aproximadamente 8 minutos para chegar na terra.

Sendo mais objetivo:

1 UA = 8 Min
A New Horizons está a 41.4 UA da terra.
Então as informações levam cerca de 5.5 horas pra chegar na terra. 

Veja:

(41,4 * 8 ) / 60 = 5.52

(Fonte: http://pluto.jhuapl.edu/Mission/Where-is-New-Horizons/index.php) 

Isso é simplesmente magnífico, não é?! Imagine o controle de um objeto a mais de 6 bilhões de quilômetros de distancia e ter que direcioná-lo a um local específico, sem tirar da rota planejada. É um processo cirúrgico! Um verdadeiro show! Toda essa telecomunicação “interplanetária” é muito incrível, e olha que existem desafios muito mais complexos, como o do Curiosity em Marte.

Ele é um Rover controlado da terra, e para o sinal de comando chegar nele em solo marciano, existe um satélite intermediário orbitando Marte. Agora pensa, se o Rover “atola”, levaria horas pra conseguir colocar ele na rota de novo, é coisa de louco! hehehe

E você aí pensando que eles se comunicavam com o 3G da TIM, né?!

That’s all folks! E aí, gostou?

Deixe seu comentário 🙂

Pagina inicial.